segunda-feira, abril 27, 2009

País dos Chicos-Espertos [1]

Este país deverá ter a maior taxa de chico-espertice do mundo, se tal indicador existisse! Porque raio digo isto? É uma sensação meramente empírica? É resultante do status-quo? Da crise?

Não... Definitivamente, não! Acontece que recebi um daqueles e-mails da treta que todos recebemos e este tinha o seguinte lá escrito:
I - Não incorre em prática de qualquer crime, designadamente o de injúrias ou de ameaças, aquele que, perante o agente de autoridade, em exercício de funções, no acto em que está a ser autuado (por eventual violação de regras de trânsito), a título de desabafo e sem que lhe dirija as palavras, se limita a expressar “Caralho! Já ando com problemas que cheguem… e o sr. ainda vai ouvir falar de mim” (sic).

II – Com efeito, nem o vocábulo “caralho” encerra qualquer epíteto dirigido à autoridade nem o alerta de que “ainda vai ouvir falar de mim”, no contexto em que foi proferido, não contém a anunciação de um “mal futuro”, apto a causar “inquietação, medo ou prejudicar a liberdade”
Achei que seria mais um e-mail daqueles muitos a falar mal do Sócrates/Governo/Políticos/Função Pública/etc. Depois tinha este link, no qual carreguei...

Não morri, não fiquei chateado, triste, doente, atónito, nada... É isso mesmo! Nada... Simplesmente acho que o senhor que fez isto é... Um chico-esperto! Nada mais, nada mais mesmo!...

E seguindo esta lógica podemos todos mandar um polícia para o **ra***, sem que nos aconteça nada certo?

1 comentário:

Miguel disse...

Em poucas palavras:

É de bradar aos céus. Perdeu-se completamente o controlo (se é que alguma vez o existiu) sobre tudo e todos. Não me venham com tretas. Chico-espertos...é mesmo isso!!

Bom post.