segunda-feira, janeiro 09, 2006

Pensamentos Ociosos 38

Num daqueles montes de e-mail, que me chega todos os dias.

8 comentários:

Gattaparda disse...

Palavras para quê?
é isto mesmo!

joana disse...

Pois...não podia estar melhor resumido!...You can try!

Joaquin Gomez aka "Vendetta" disse...

Mail´s destes vale sempre a pena receber. Um pensamento a seguir…

JP disse...

Tu nem consegues alimentar a ti proprio qto mais esses cachorrinhos :)

Fafa disse...

Ah pois é... eu já te tinha dito que está sempre nas nossas mãos!!!
Só depende de cada um! =:)

maria disse...

E quantas vezes não dá vontade de alimentar os dois para usar o primeiro quando é preciso. Mas segundo o código de conduta em sociedade, só será permitido o uso deste em defesa própria. ;)

Parafuso disse...

Então neste caso fica aqui outro pensamento de um sábio, se calhar veio por esses mails...

Certo dia, um grande sábio falou a seus seguidores:

- Estão vendo este valioso vaso, ele é totalmente artesanal e vale milhões, mas há um grande problema com ele.
Neste vaso há uma maldição, caso ele seja roubado, seu dono morrerá.
Muitos não conhecem a maldição então seu dono está sempre em perigo.

Assim aquele que conseguir resolver este problema será meu discípulo.

Um dos seguidores disse:
- Mande enterrar o vaso num esconderijo .

Um outro disse:
- Coloque muitos guardas ao redor do vaso.

O sábio disse:
Este vaso vale milhões, muitos fariam de tudo para obtê-lo. Além disso, a pessoa que o rouba-lo ficará com a maldição, pois será o novo dono do vaso.

Neste momento um homem se levantou, se aproximou do suporte onde o vaso estava e derrubou o vaso no chão, deixando-o em pedaços.

Os outros seguidores disseram:
- Você é louco, acabou de jogar milhões em dinheiro fora !!!

O sábio disse:
- Parabéns, vocês será meu discípulo, e explicou para os outros.
As vezes, coisas que parecem boas podem nos causar problemas pelo resto da vida.
Para resolver isto, o único modo é acabar definitivamente com o causador do problema.

elias disse...

"Aquele que domina a sua colera, domina o seu pior inimigo"

Confucio