terça-feira, maio 02, 2006

Brinquedos

Quando somos pequenos e sonhamos com um determinado brinquedo não aceitamos qualquer outro. Nem interessa tentarem demover sequer! A mente fica presa àquele objecto, que nos fará (pelo menos momentaneamente...) felizes. É aquele brinquedo! Não interessa! Só pode ser aquele! Todos os outros são meramente acessórios e/ou desprezáveis; podem ser realmente os melhores para nós, os que nos fariam aprender mais ou até os que nos dariam maior satisfação a longo prazo... Mas ir lá explicar isso a uma criança! E ela simplesmente aceitar? Eu, que só posso falar de mim, acho que não aceitava!

Mas se pensar um pouco, se calhar somos todos assim, mesmo em adultos! Podemos ter os melhores brinquedos, os mais didáticos, os mais gratificantes; mas não esses que preenchem aquele desejo brutal. Continuamos, sem de facto controlar muitas vezes, a desejar o que não irá ser o melhor para nós...

E depois, se realmente chegamos ao brinquedo? A maior parte das vezes perde o interesse, e vai para a prateleira, nem que seja para nos lembrar o quanto desejámos tal brinquedo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Por isso se diz que a galinha do vizinho é a mais apetecível!! porque é exactamente aquela que não temos! o ser humano é cheio de cavidades obscuras.. quer sempre mais e ñunca se sente saciado...
Logo, não será aquela velha imagem de que mulher dificil é a mais cobiçada!!!
vamos voltar à mesma lenga-lenga o que nos dá trabalho a conquistar é o que damos mais valor!!!
O que é fácil... é descartável!!!
E o pior de tudo que eu concordo com o que dizes .. é desejar ou lutar por algo que não é o melhor para nós ... as decisões de cada pessoa são essenciais para a felicidade delas próprias...
e disse!!
Angel

maria disse...

Para que é esta lenga-lenga toda?
Só se for para justificar a compra do M3. ;)