quarta-feira, abril 05, 2006

Aquilo

Guardei cá dentro aquilo, sem imaginar de facto o que estava eu a guardar. Ao início achei piada, era só mais um jogo aqui dentro de mim. Brinquei, fiz vários puzzles; montei-os e desmontei-os ao sabor de necessidades insatisfeitas, ignorando completamente a dimensão que estava a tomar dentro de mim. Até pensei que me fosse livrar de outros males. Mas perdi a noção do quanto aquilo poderia piorar outras coisas.

Aquilo tornou-se grande... Grande demais para eu saber lidar com o que construira. As proporções são gigantescas neste momento. Sei o que sinto... Mas que raio faço com isto? Não tenciono fazer nada com isto. Só me queria mesmo era livrar disto, e sinceramente já me faltam ideias...

D'aquilo e do conceito que são diferentes e iguais ao mesmo tempo.

2 comentários:

maria disse...

Evita...
Ignora...
Despreza...

E por fim...
Embrulha e põe no lixo. ;)

Fafa disse...

Abre a janela e deixa "aquilo" voar...