quarta-feira, novembro 02, 2005

O Advogado do Diabo

Vanity, definitely my favorite sin...
-- in "Devil's Advocate"

It's the Devil... It allways wants to dance!
-- Snoop Doggy Dog

Vaidade... Quem viu o filme decerto se lembrará que o Diabo leva a sua avante seja de que forma for. Todos nós sucumbimos à vaidade. Mas não é isso que interessa aqui... Nem é a vaidade em si, que é normal. Todos somos vaidosos, e estar a falar da vaidade por si só é uma parvoíce. Nem é o objectivo deste post.

É mais quanto um pequeno conjunto de decisões podem influenciar totalmente o nosso rumo de vida. E essa era a mensagem principal do filme. O quanto duas ou três decisões que parecem naturais e quase irrelevantes se podem tornar catastróficas para a nossa vida... Pensar nisso não vale a pena, porque é humanamente impossível prever todas as consequencias de uma determinada acção tomada por nós.

Mas é giro olhar para trás e ver o quanto uma pequena coisa, loucura, parvoieira, paixão, etc nos pode influenciar a vida. E ver que essas pequenas coisas nos fizeram o que somos hoje... De forma completamente irreversível.

6 comentários:

nokas disse...

ah... este post tocou-me e mto...
É verdade que não podemos prever as consequências das nossas decisões. Por vezes nem temos tempo, vontade ou estamos completamente cegos para pensar o que quer que seja sobre a própria decisão. Agimos e pronto. E vivemos o momento :) como se a vida fosse efémera... (lá está, o anúncio faz algum sentido :p)

Gattaparda disse...

...

Parafuso disse...

O futuro só mesmo DEUS saberá, mas são os momentos especiais que nos fazem mais uma vez pensar que somos nós que fazemos a vida que temos.

joana disse...

O importante é que essas mudanças, decisões,influências nos façam ou nos tornem pessoas mais felizes...se assim for...melhor!

joana disse...

Por outro lado,há pequenas coisas que também podem ter influenciado negativamente a nossa vida...nesse caso,o importante é não deixar que essas coisas nos façam mal,ter força e coragem para as superar pensando sempre que é para nosso bem,porque nada é irreversível, só a morte.

Anónimo disse...

Sejam quais forem as minhas decisões... eu sei que escolhi o melhor para mim! Quando as escolhas me fazem sofrer ou achar q errei... No fundo foram as escolhas mais acertadas..!Foram essas que me fizeram pensar, que me fizeram crescer!!!
Qd Deus fecha uma porta .. abre sempre uma janela (é pena q por vezes não a vejamos)
Talvez seja esse o propósito do no caminho... aprender a cair;) para melhor nos levantar-mos!
Angel