sexta-feira, outubro 07, 2005

Pensamentos Ociosos XXIII

«... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre.»

Miguel Sousa Tavares, sobre a morte de sua mãe

5 comentários:

Gattaparda disse...

Nem só a Sophia merecia estas palavras, mas sei que o seu filho as disse e pensou de uma maneira muito especial. Adoro os dois...

joana disse...

Na realidade só quando perdemos alguém ou alguma coisa muito importante para nós, é que nos apercebemos que já não é "nossa",que já não está connosco, ao nosso lado, que afinal ela pode acabar em qualquer altura sem podermos fazer nada...mas,penso que o que é verdadeiramente importante para nós ficará para sempre no nosso coração.

Anónimo disse...

Parabéns!!! Adorei este post.

Beijinhos,

Pipinhas

Anónimo disse...

Conheço este texto e concordo!
Angel

Sofia disse...

Li este texto pela primeira vez há já vários anos, penso que antes de Sophia morrer. Mas assumo que não tenho 100% certeza lol

De qq forma é um texto lindo, no seu conjunto, é pena que não o tenhas posto todo.

Sofia